Centro Espírita Amor e Caridade

Sorte ou Mérito - por Sidney F.Fernandes

 

SORTE OU MÉRITO?  - por Sidney Francez Fernandes

- Irmãos, continuem orando. A coisa aqui está feia! Quem assim apelava era Lucinha, que estava com um entupimento total de uma de suas coronárias. Séria candidata a cirurgia de ponte de safena, estava agora no Setor de Hemodinâmica passando por cateterismo que iria nortear a decisão dos médicos. Mas contemos melhor essa história...

Tudo começou em 2001, quando colocou dois “stents”, espécie de tubo de metal, usado para prevenir ou impedir o entupimento de uma artéria. Em 2006, novo entupimento, mais dois “stents”, no mesmo local. Em 2011 voltam os sintomas característicos de novo entupimento. Cansaço, dor e arritmia cardíaca.

Seu clínico solicita exames. Desloca-se para um centro médico respeitável para realizá-los. Permanecendo na cidade aguardando os resultados, resolve conhecer um pequeno centro espírita.

Surpreende-se ao conhecer um maravilhoso grupo que realiza trabalhos de cura. – Seu caso é sério. Mas vejo-a muito bem protegida pela espiritualidade. Tudo vai dar certo. E nós vamos orar por você. Quem assim falou com Lucinha foi Israel, carismático líder do grupo. Ela se sente segura e bem recebida pela casa espírita.

Como antevia Israel, os resultados dos exames indicam novo entupimento, exatamente na região dos “stents”. Lucinha é encaminhada para o Instituto do Coração para exames mais detalhados.

- Nada mais a fazer! Decreta o especialista no momento do cateterismo. – Essa coronária está totalmente entupida. Mas, espere! Temos aqui algo inacreditável. Já vi muitas boas circulações colaterais. Mas esta aqui é um milagre.

Paralelamente à lesão que obstruiu a grande coronária, surgiu uma nova veia, criada pelo organismo, à medida que o entupimento se acentuava, lenta e gradativamente. Não é novidade no meio cardiologista. Mas o que surpreendeu os médicos foi o calibre da veia colateral. Uma verdadeira safena, criada pelo próprio organismo de Lucinha.

- Foi a melhor coisa que poderia ter acontecido com você - disse mais tarde, já no quarto, o cirurgião chefe da equipe. Não vou usar a palavra milagre mas você teve muita sorte ou muita ajuda dos seus protetores espirituais. Sua coronária não gosta muito de “stents” e reagiu com novas oclusões. Não fosse pela solução natural do seu organismo, teríamos que operá-la. Agora sim posso tratá-la tranquilamente com medicamentos.

O que aconteceu afinal? Cirurgia ou proteção espiritual? Reação do organismo? Ou sorte? Esqueci de dizer que Lucinha, desde de sua infância, sempre foi uma pessoa dedicada ao seu próximo. Como voluntária de uma creche, encaminhou para adoção quase 20 crianças carentes. Ela mesma adotou duas delas. Até hoje se esquece de suas necessidades e continua desprendida e extremamente generosa com as pessoas com quem convive e trabalha. Nunca para de criar novos e bons amigos espirituais. Sorte? Sem dúvida, conquistada por seus méritos. Com certeza!

 

CEAC - Centro Espírita Amor e Caridade - Bauru, SP
Cronomídia - Criação de Web Sites